MAGODALUZ

Casa da Luz
Cursos
Agenda
Atendimentos Gratuitos
Indicador Profissional


Fraternidade Branca
Mestres Ascensionados
Implantes
Cromoterapia
Chakras
Dimensões de Consciência
Manual para Ascensão
Corpo de Luz
O Rosto do Anjo
Kryon
O Caibalion
Atlantida
Crianças Índigo
Elementais da Natureza
Crianças Cristal
Mantras
Amor

Falamos muito sobre amor. Acreditamos inclusive, que amamos! O impressionante é que estamos aqui a milhares de anos, justamente para compreendermos o significado desta palavra. Isso sugere duas perguntas: por quê relutamos tanto em aprender a amar? e por quê temos tanto medo da Luz? já que o amor representa o caminho que leva à Luz, sendo o nosso passaporte para voltarmos à Casa do Pai!

Confundimos a todo instante amor com sentimento, mas sentimento gera apego e posse, e ambos geram dor. Amor não gera dor. Amor é liberdade, é libertação. E quando confundimos amor com sentimento, nossa mente toma a frente e comumente não damos espaço a quem imaginamos amar, chegando mesmo ao ponto de não permitirmos que esta pessoa sequer respire e, tudo por pura insegurança nossa. Por pura falta de amor de nós por nós mesmos.

É muito comum ouvirmos a expressão... a minha vida sem você não tem sentido... isso não é amor, é apego... ou então, eu te amo... e quero para você o melhor... por isso não posso permitir que se vá, pois não quero que se machuque... aqui ao meu lado terá toda segurança... isso não é amor, é posse. Agindo dessa forma, em ambos os casos, geramos dor. Para nós e para quem imaginamos amar.

Amor na verdade é um misto de atitudes e de entendimentos. Atitudes e entendimentos a cada instante de nossas vidas, que devem existir, de nós por nós mesmos.

Partindo do pressuposto que ainda não conhecemos o amor, vale então dizer, que não sentimos amor por nós mesmos e que acabamos dessa forma, abrindo caminho para as forças involutivas ao nosso redor, atuarem sobre nossa energia, nos prendendo a sentimentos de culpa, repulsa disfarçada, angústia e solidão entre outros.

Mas na prática não é isso o que acontece, as pessoas sempre acreditam se amar e muito! Mesmo não sendo felizes, como gostariam de ser. Nós só podemos dar aquilo que temos. Como acreditamos nos amar, damos aquilo que temos e na mesma proporção, recebemos do mundo que nos cerca. Vivemos boa parte de nossas vidas acreditando que somos felizes, por puro medo de encarar a vida de frente, fazendo aquilo que nossos ancestrais o fizeram, até o momento que nos vejamos tão infelizes, quanto eles o foram também.

É muito comum as pessoas virem ao consultório se queixando de que não são amadas. Isso acontece de forma indiscriminada. Pais que não se sentem amados pelos filhos, filhos que não se sentem amados pelos pais. Maridos pelas esposas, esposas pelos maridos e assim vai. Outros não se queixam, mas chegam com os sintomas de sua ausência, que são a depressão e a angústia, que acabam por gerar disfunções ainda mais sérias no futuro.

Mas, voltemos a falar sobre as atitudes... o que você tem feito por você nos últimos tempos? Pelos seus, certamente faz tudo. Ou pelo menos procura fazer. Mas e por você? O que tem feito? Tem sobrado tempo em sua agenda diária pra você?

Esta é a pergunta que poderá mudar a sua vida. Pergunte-se agora: O que fiz hoje por mim? E ontem, o que fiz por mim? Antes de ontem!!! Não necessitamos de coisas grandiosas, para sermos felizes, necessitamos sim, realizar nossos pequenos desejos, pois são eles os facilitadores e impulsionadores de nossa felicidade.

Pergunte também: Meus dias têm sido diferentes? Eles precisam ser diferentes. Não há um dia como o outro. Desencarnamos e reencarnamos todos os dias, de forma que não somos hoje a mesma pessoa de ontem e não seremos amanhã, caso ainda aqui estejamos. Caso eles não estejam sendo diferentes, algo há de errado. Procure colocar um pouco mais de sal em sua vida.

Haja com absoluta sinceridade perante a você mesmo. Faça isso todos os dias. Na devida proporção que comece a existir amor de você por você mesmo, o mundo te amará em igual escala.

Apenas na medida que nos amemos, poderemos amar a alguém, do contrário o que estaremos distribuindo mesmo é apego e posse. Como podemos amar alguém se não conseguimos sequer nos amar?

Outra expressão que se faz muito presente em nossos dias é amor fraterno. Também só conseguiremos concebe-la de fato, no momento que conseguirmos nos amar. Porquê fraterno significa respeito às diferenças. Como podemos nós respeitar as diferenças entre nós e nosso próximo, se continuamos a tentar interferir em seu livre arbítrio?

Estamos ainda distantes de compreender o que significa amor fraterno, por opção própria, mas podemos mudar isso agora mesmo, com atitude e entendimento, ou seja, amor. Mas, de nós por nós mesmos. O Amor Fraterno será a base da nova forma de se viver, na próxima raça raiz que está em formação e nós, somos parte disso, e poderemos estar lá, ou não. Depende apenas de cada um de nós.

Luz e Amor em nossas vidas!

Palermo



Amigo (a) precisamos de sua colaboração na divulgação desse site a seus amigos.
Muito obrigado e muita Luz em sua vida!

Palermo & Amigos

Assumindo a nossa imortalidade

Construindo um Ideal  

Interior & Exterior  

Paz  

Cansaço  

Sacrifício e Sofrimento  

Recuperando nossa Mente  

Quinta Dimensão  

Religiosidade e Religião 

Pensamentos e Palavras  

Realidade ou Ilusão  

Não basta viver! 

Ambição  

Eu quero ser eu mesmo!  

Ponto de partida

Tempos de mudanças

Faça tudo diferente

Não fazer planos

Ansiedade

Agora

Reforma Comportamental

Amor

Culpa

Determinação

Merecimento

Eu sou!

Autoestima

Saber acordar

Luz e Escuridão

Nosso medo

Compromisso

O Caminho

Momento Certo

Leveza

Muitas Moradas

Não estrague seu dia

Ação e Reação

A escolha é sempre Nossa!

Reciprocidade

Vício

Paz Profunda

O Pai e o Filho na Montanha

Amar primeiro

Semeia, semeia!

Semear

Penas no caminho

Revolução da alma

Humildade para Aprender

O viajante

Você que veio das Estrelas

O que as mulheres querem?

Pastel, guaraná e Deus

Segurando um ao outro

Partida e chegada

Tem pão velho?

O homem perto da janela

O Momento é de Cura

Quem somos nós?

Autoestima 2

Seres Evoluídos

Somos dois seres  

Amor, sonho e medo

Esvaziamento de Carma

Começa a Magia

Livre Arbítrio  

Páscoa e Chocolates

Lei da Abundância 

Água  

Sofrimento & Evolução

Verdade

Carma

O velho contra o novo

Atendimento em sessões individuais em Santos.
Av. Ana Costa nº 484 - cj 1020. Santos/SP.
Tel.: (13) 3289.1230



 
Se algum link do site não abrir fale comigo pelo email - estilonet@estilonet.com.br
Estilonet